quinta-feira, 7 de setembro de 2017

Os três reis



O início (I)



Numa galáxia chamada via láctea, num planeta chamado terra, num país chamado Portugal, três grandes pessoas, ainda miúdos, mas ainda assim muito poderosos ir-se-iam transformar em grandes heróis.  
Numa galáxia alternativa havia os elementos que fazem funcionar tudo na terra, onde poderes são infinitos, mas houve sempre uma rivalidade e guerras entre eles, a luz e a escuridão, a água e a terra. Durante séculos os escolhidos reinavam três reinos, exceto no Reino da escuridão onde a monarquia era hereditária. Desde há muito tempo se destacou um rei, Edrom. Adrian era o rei da luz, combatia o rei da escuridão e sempre existiu uma rivalidade enorme entre eles, pois o filho de Edrom continuou o trabalho de seu pai nestas guerras sem fim. As guerras incessantes, não perdoavam ao desenvolvimento dos reinos, soldados morriam, o caos reinava, esta guerra nunca irá parar até algum reino desabar. O povo desesperava, pois todos pensavam que a guerra nunca iria acabar, o povo morria sem comida, sem casa, os nobres sem poderes, os feiticeiros cansados.
Foi assim durante muito tempo até que Ajra, o escolhido para ser o novo rei da luz, há muito tempo esperado, foi encontrado. Ajra e os amigos, viram um dia na terra, um portal. Desse portal viram sair pessoas, eles eram condes do reino da luz que vieram buscar o Ajra. Os condes contaram-lhe que ele era o poderoso rei, o portador das sete criaturas. A reação de Ajra foi de susto, mas como ele era muito inteligente perguntou-lhes de onde vinham e o que queriam dele. Os condes explicaram-lhe que ele era o escolhido, pois era forte tanto de corpo como de espírito e ele ia revolucionar o reino da luz. Contaram-lhe que ele era terráqueo, mas ao nascimento foi retirado da terra e foi levado para o reino da luz pois tinha uma coisa que mais ninguém tinha, contando mesmo com os reis anteriores, ele tinha pensamentos liberais e pela primeira vez havia alguém com todas as criaturas juntas, o que lhe dava um imenso poder, mas também o avisaram que se ele voltasse ao reino da luz as criaturas que ele tinha aprisionadas seriam muito mais poderosas e podiam soltar-se, o que podia ser horrível.
Pois mesmo antes de se preocupar com a guerra, ele precisava de eleger novos reis para a água e para a terra. Quando o conde disse isso, Ajra disse que Ren e Tom iam ser os reis, o conde respondeu-lhe que não ia ser fácil pois precisava de derrotar o antigo rei da terra e o da água para lhe retirar os poderes. Ajra  perguntou o que tinha acontecido para reinos tão poderosos terem caído em desgraça. Os condes disseram-lhe que quando eles selaram as sete criaturas nele, o rei da escuridão foi lá tentar roubar os poderes mas o antigo rei da luz conseguiu mandá-lo para a terra, ainda assim o objetivo era mandá-lo para o Estados Unidos da América, o que não aconteceu, porque o rei da escuridão tentou mandá-lo para o oceano mas não conseguiu pois o desvio que ele fez, mandou-o para Portugal. Então foram os três com os condes e como esperado as  criaturas de Ajra foram se libertando. Bastaram vinte minutos para as  criaturas mais temidas se libertarem,  a loba das dez caudas, uma criatura que destruiu tudo por onde passou, o vampiro e o dragão. O rei bom e o mau, a sereia e a fada não se libertaram. Agora estes grandes monstros estão livres e com mais poder que nunca e prontos a destruir tudo por onde passavam.        
Continua

Autor: AJ Rafael