domingo, 5 de novembro de 2017

XXXIV - Luís Vaz de Camões



 " AMOR

    Um não sei o quê,
    que nasce não sei onde
    Vem não sei como
    e dói não sei porquê"

Luís  Vaz de Camões